10/03 8:07

Internos do Sistema Penitenciário do Maranhão vão produzir móveis planejados para órgãos públicos

Movelaria da nova sede da Seap foi toda produzida pelos próprios internos do sistema prisional

Internos que trabalham nas oficinas de marcenaria do sistema prisional do Maranhão passarão a produzir móveis planejados para Secretarias de Estado e outros órgãos públicos. A oportunidade surgiu com a repercussão da alta qualidade das peças confeccionadas por eles para a nova sede da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), inaugurada há três meses.

“A alta qualidade dos móveis produzidos pelos internos é sempre destacada por quem visita a nova sede da Seap, no bairro Vila Palmeira, em São Luís. O governador Flávio Dino, e o vice-governador, Carlos Brandão, foram os primeiros a elogiar e recomendar a produção dessas peças para outros estabelecimentos públicos”, explica o secretário da Seap, Murilo Andrade de Oliveira.

Pelo menos 25 internos trabalham em quatro marcenarias instaladas nas Unidades Prisionais do estado. Os móveis planejados são feitos de MDF e também de paletts. “Esses pallets são doações de empresas parceiras, feitas diariamente às Unidades”, explica Fernanda Ribeiro, coordenadora de Terapia Ocupacional da Supervisão de Profissionalização, Trabalho e Renda (STR) da Seap.

Estação de trabalho coletiva em MDF concluída

Nova Sede

A confecção de móveis em MDF foi uma inciativa que surgiu durante a construção da nova sede da Seap. Quatro internos de regime semiaberto, sob a supervisão de um profissional da área, fizeram todo o mobiliário do prédio administrativo da pasta. Os móveis são de alta qualidade e são utilizados como estações de trabalho pelos servidores penitenciários.

“Foram construídas 50 estações coletivas de trabalho, acomodando cerca de 500 servidores. São mesas de trabalho e de reuniões. No dia 1º deste mês, abrimos processo pra adquirir os insumos, pois já há algumas Secretarias interessadas”, afirma o Agente Estadual de Execução Penal, Fabrício Gomes, que é gestor da Unidade Gestora de Manutenção e Automação (UGMA) da Seap.

Na produção de móveis em paletts, a gestão prisional já conta com 21 internos trabalhando no interior do estado. Nove estão na Região Tocantina, distribuídos na Penitenciária Regional de Imperatriz (PRITZ) e na Unidade Prisional de Ressocialização (UPR) de Imperatriz. A UPR de Timon também possui marcenaria, e lá são 12 internos trabalhando na nessa produção.

Uma das oficinas de marcenaria do sistema prisional do MA

Projeto

A Secretaria Adjunta de Atendimento e Humanização Penitenciária (SAAHP) tem um projeto previsto para ser executado em maio deste ano, por meio do qual será instalada a primeira marcenaria de móveis em MDF em uma unidade prisional de São Luís. A ideia é aumentar o número de internos que trabalhem com esse material e distribuí-los para os órgão públicos interessados.

Texto: Alan Jorge | Saulo Maclean
Fotos: Clayton Monteles

——————————————–

Contatos

contatos

GERAL

Fone: (98) 99101.5131

Localização

localização