03/02 8:07

MARANHÃO: Número de pessoas presas inscritas no Enem e Encceja 2018 foi 16 vezes maior que em 2014

Anderson Clayton, interno da UPSL 2, foi um dos 431 aprovados no ENEM PPL 2018

Em 2018, o número de pessoas presas no Maranhão, inscritas no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e no Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja), foi 16 vezes maior que em 2014. Mais da metade dos internos e internas do sistema prisional do estado que se inscreveram na mais recente edição do Enem foram aprovadas.

O resultado alcançado pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Administração Penitenciária (Seap), demonstra o compromisso da atual gestão com a efetiva ressocialização da Pessoa Privada de Liberdade (PPL). Das 838 pessoas presas inscritas no Enem PPL, 431 delas, ou seja, 51,43% foram aprovados no Exame.

“Os números anuais são a prova do quanto o Governo do Estado se preocupa com a efetiva ressocialização da pessoa presa e, também, do quanto avançou na educação prisional, de 2015 para cá. Em 2014, foram 147 inscrições de pessoas presas nesses exames. Em 2018, registramos 2.436 inscrições no Enem e no Encceja PPL”, comemora o secretário Murilo Andrade de Oliveira.

Na prática, o significativo aumento no número de presos inscritos nos dois exames é resultado de muito trabalho no âmbito da educação prisional. Hoje, conforme dados da Supervisão de Educação da Seap, são 1.458 internos devidamente matriculados em 120 turmas de ensino instaladas em todo o Sistema Penitenciário do Maranhão.

Internos da UPSL 2 em uma das bibliotecas do Complexo Penitenciário São Luís

“Desse total de internos matriculados, 499 são custodiados da capital e 806 de unidades prisionais do interior, totalizando 1.305 detentos do sistema prisional matriculados. Ainda temos 153 recuperandos de Apac’s (Associação de Proteção e Assistência aos Condenados), fechando o total de 1.458 internos matriculados”, explica a supervisora de Educação da Seap, Thabada Louise.

Avanços gradativos

Os avanços na educação prisional do Maranhão ocorrem de forma gradativa. Essa melhora nos índices de inscrições de presos no Enem e Encceja pode ser vista em resultados de anos anteriores. Em 2015, foram contabilizadas 206 inscrições, 28,65% a mais que em 2014, ano em que foram registradas somente 147 internos inscritos nos certames.

Em 2016, o quantitativo de inscrições subiu para 587, ou seja, 64,91% de aumento. Já em 2017, o total de pessoas presas inscritas subiu para 1.363. A melhoria nos índices da educação prisional do Maranhão, através de inúmeras iniciativas como os chamados ‘Aulões’ promovidos para preparação dos candidatos, possibilita aos internos sonhar com um futuro melhor.

“Quero sair daqui, mudar de vida e, quem sabe, até cursar uma faculdade. Este ano, eu tenho a expectativa de cursar Psicologia, me formar e construir uma nova história, pois, graças a Deus, aqui as oportunidades não faltam”, afirma o interno Anderson Clayton da Unidade Prisional de Ressocialização São Luís 2 (UPSL 2), um dos aprovados no Enem PPL 2018.

Texto: Alan Jorge e Saulo Maclean
Fotos: Alan Jorge

—————————————

Contatos

contatos

GERAL

Fone: (98) 99101.5131

PROCESSO SELETIVO

E-mail: prosel@seap.ma.gov.br
Fone: (98) 99172.5179

Localização

localização