29/10 9:46

Governo do Estado já abriu mais de 3,7 mil novas vagas no Sistema Penitenciário do Maranhão

penitenciária regional de pinheiro, um das novas unidades entregues pelo governo 2

O Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), abriu, entre janeiro de 2015 a setembro de 2018, um total de 3.703 novas vagas no sistema prisional. A meta, que era de abrir 1.840 vagas, em quatro anos, foi superada em 101,2%.

Para se ter ideia desse avanço, no final de 2014 haviam 4. 589 vagas. Em 2018, esse número já chega a 8.292. Esse acréscimo é resultado, também, da entrega de três novas unidades prisionais, sendo elas: as Penitenciárias Regionais de Pinheiro, Imperatriz e de Timon, totalizando 832 novas vagas prisionais.

Pinheiro3

“Sabíamos que para aplicarmos as ações concretas de ressocialização, como há, hoje, em todas as 45 unidades prisionais do estado, tínhamos de ter espaço físico para o funcionamento de oficinas de trabalho e das atividades educacionais”, explica o secretário titular da Seap, Murilo Andrade de Oliveira.

Além das construções, reformas e ampliações, a gestão prisional foi eficaz no processo de assunção de delegacias. Foram assumidas, reformadas ou adequadas, 14 carceragens das delegacias de Polícia Civil que, juntos, somam mais 542 vagas. No dia 19 de setembro deste ano, foi concluída a retirada de todos os presos de delegacias do estado.

Foram assumidos as carceragens das delegacias das cidades de Barão de Grajaú, Barra do Corda, Carolina, Carutapera, Colinas, Cururupu, Governador Nunes Freire, Grajaú, Itapecuru-Mirim, Porto Franco, Presidente Dutra, São João dos Patos, Tutóia e Zé Doca. A mudança beneficiou a Polícia Civil.

penitenciária regional de pinheiro, um das novas unidades entregues pelo governo

“A gestão cumpriu, dentro do prazo previsto, a transferência de todos os presos para as 45 unidades prisionais do Estado. A partir de então, as delegacias ficaram livres para receberem apenas casos de flagrantes e, posteriormente, também encaminhar os presos para o sistema prisional”, acrescenta Murilo.

Até abril de 2019, o Governo do Estado pretende entregar mais nove novas unidades prisionais; duas novas APAC’s; e executar obras de reformas e ampliações em 28 unidades. Ao final do prazo, a gestão estadual pretende concluir a criação de 3.881 novas vagas no sistema prisional e, consequentemente, acabar com a superlotação.

Máquinas-fazem-a-terraplanagem-do-terreno-onde-será-construída-a-Presídio-de-Segurança-Máxima-2

“Com todo esse cronograma concluído, o Governo do Estado terá solucionado um dos principais problemas no sistema prisional maranhense, que também é o mesmo a nível nacional: que é a superlotação nos presídios. Ou seja, finalmente, de forma inédita, teremos mais vagas que pessoas presas”, completa o titular da Seap.

 

Texto: Alan Jorge
Fotos: Clayton Monteles

———————————–

Contatos

contatos

GERAL

Fone: (98) 99101.5131

PROCESSO SELETIVO

E-mail: seletivo@seap.ma.gov.br
Fone: (98) 99172.5179

Localização

localização